Entrevista ao Treinador José Diogo Carvalho

1. Pequena Apresentação Pessoal
José Diogo Carvalho, 22 anos, treinador das equipas de Benjamins e Traquinas A do Clube Desportivo Belas. Professor de AECS de Atividade Física Desportiva e estou atualmente na reta final da licenciatura em Estudante de Educação Física e Desporto e do curso de treinador UEFA C.


2. Quando começou no mundo do futebol
Comecei com 4 anos na Escolas do Benfica de Beja, mudando 1 ano depois para o Despertar SC de Beja, onde fiz toda a minha formação enquanto jogador. Aos 18 anos deixei de jogar e decidi dedicar-me à minha vida académica. Neste último ano de curso, comecei o meu percurso com treinador, o que tem sido muito bom.


3. Conte um pouco do seu percurso profissional
O meu percurso profissional ainda é bastante curto. Tanto como professor, como treinador comecei em maio do ano passado e tem sido bastante gratificante, principalmente por sentir que é isto que me vejo a fazer nos próximos anos.


4. Qual a maior dificuldade de treinar crianças/jovens e como contornar essa dificuldade.
Treinar jovens/crianças é sempre um desafio e todos os dias surgem situações que nos temos de adaptar. Penso que o principal desafio para os treinadores de formação é colocar sempre os aspetos formativos à frente dos aspetos competitivos. Costumo dizer que ser treinador de futebol formação é uma constante luta contra o nosso ego, pois por vezes o nosso subconsciente quer resultados imediatos, no entanto nunca podemos descorar do processo formativo das crianças, onde o resultado é importante, mas não fundamental.


5. Indique um momento que tenha ficado na memória durante o percurso no Clube Desportivo de Belas
Destaco sempre uma semana onde aumentámos abruptamente o número de atletas. Numa segunda-feira tinha 6 atletas, na outra segunda-feira tinha 22. Esses primeiros treinos com tantos atletas sem estarmos a contar, foi de loucos. 
Hoje estabilizámos e foi muito bom para o clube o ingresso de tantos miúdos, penso que reflete o bom trabalho de todos.


6. Quais são as suas perspectivas futuras enquanto treinador desportivo?
Considero-me ambicioso, contudo neste momento o meu foco é nos estudos e principalmente como professor de Educação Física. O futebol é um hobby para mim, divirto-me imenso e gosto muito de trabalhar com crianças, penso que no futuro próximo continuarei no futebol formação.
Com isto, não quero dizer que não me continue a formar e atualizar, para se um dia quiser algo mais estar preparado.
 

Um website emjogo.pt